terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Os "criticistas".

Com base em discussões e dados extraídos da "psicologia de bar", evindencia-se a existência de três tipos de pessoas na sociedade contemporânea: os alienados, os críticos e os "criticistas". Os primeiros pouco ou nada sabem dos fatos e não detém opinião formada sobre nada. Os segundos analisam minuciosamente os acontecimentos e se posicionam, de forma fundamentada, a favor ou contra (sem medo de reconhecer eventuais equívocos nas suas opiniões). Os terceiros, que se proliferam mais que pulga em cusco velho, adotam a conduta mais prática de todas: criticam a tudo, sempre afirmando que está tudo errado e que deste jeito não pode dar certo.

Os "criticistas" possuem um ar de grandes mestres, assumindo a posição de bodoque e atacando - pela simples arte da atacar - toda e qualquer ação praticada por terceiros. Não analisam as circunstâncias peculiares da situação e tampouco apresentam alguma outra solução viável. Simplesmente criticam!

Toda essa filosofia/psicologia/sociologia de bar, trazida à tona no presente post, tem por escopo mostrar minha indignação com grande parte da nossa imprensa (vermelha, vai toma no c!)!

Estou realmente de saco cheio desta gente que critica jogador sem ao menos dar uma chance de vê-lo jogar com o manto tricolor. Dessa gente que pede contratações "de peso", daquelas que lotam o aeroporto. Que a cada certame afirma que "com esse time o Grêmio não vai longe", e depois fica em uma enorme secação para não morder a língua. Essa gente que, em 2005, afirmava categoricamente que o tricolor não possuía nenhum jogador de valor na suas categorias de base, e que depois teve que engolir Anderson, Lucas, Carlos Eduardo, Rafael Carioca, dentre outros.

Pois esta parte da imprensa, que se julga acima do bem e do mal e se diz detentora de toda e qualquer verdade, já iniciou seus ataques contra o nosso novo atacante.

Eu não tenho procuração para defender o Alex Mineiro. Tampouco acho que ele seja o craque que solucionará todos os nossos problemas. Sei que tem idade avançada e que muitos dos seus gols derivam da conversão de penalidades máximas. Particularmente, preferia o Fred, o Kléber Pereira, o Keirrisson ou então o Palácios. Na verdade poderiam trazer o Messi ou, quiçá, o C. Ronaldo.

Mas não sejamos ingênuos! Não temos condições de bancar contratações deste porte. Bancar jogadores caros não significa sucesso (olha o Fluminense, este ano!) e trará, com certeza, desequilíbrios na já combalida situação financeira do noso clube. Toda e qualquer contratação do imortal deve ser analisada levando-se em consideração nossa situação atual, que ainda requer muitos cuidados.

Portanto, antes de cair de pau no cara, vamos deixar ele jogar um pouco. Ele pode não ser o melhor atacante da atualidade, mas é um dos melhores para a nossa atual realidade. Como diria o sapo barbudo versão light: "Deixem o homi trabaiá!".

Certamente os "criticistas" me acusarão de não ter ambição e de não querer ganhar a Libertadores. Nem deveria responder a essa gente, pois como dizia meu saudoso pai: "Explicação a gente dá para porteiro de boate, quando que entrar de graça!" Porém apenas lembro duas coisas: a) as equipes de 1983 e, principalmente, de 1995 não eram equipes caras, com jogadores consagrados. Eram times que mesclavam atletas experientes com jovens pratas da casa, cuja consagração, salvo honrosas exceções (Tita, por exemplo), somente foi obtida após a conquita da Copa; b) estes mesmos "criticistas", em caso de derrota na Libertadores, vão aproveitar a ocasião (como sempre fazem!) para afirmar que: "time caro não é garantia de successo""; "E agora? O Grêmio não ganhou a Libertadores e novamente afundou em dívidas. A série B é questão de tempo"; "Sempre falamos, aqui nesta rádio, que a prepotência desta direção iria quebrar metade do Rio Grande; na situação atual, o Grêmio não poderia contratar desta forma."

É obvio que só o Alex Mineiro não basta. Precisamos contratar mais e de forma muito criteriosa, pois, na atual situação, não nos é permitido errar. Não queremos o time dos sonhos; queremos apenas uma equipe competitiva, que possa jogar a Libertadores com chances de vencer. Enfim, sempre cientes da nossa realidade financeira, queremos jogadores de qualidade (não necessariamente caros!), que façam o Grêmio voltar a ser um clube vencedor.

Aproveito para desejar a todos que lêem este blog um feliz natal e um 2009 totalmente azul, com a reconquista da Libertadores. Ano que vem é ano ímpar! E em ano ímpar a Libertadores não dá chance para zebras. Lembrem que Once Caldas e LDU venceram o certame em anos pares (2004 e 2008).




10 comentários:

amarante disse...

Brilhante texto LF!!
Reconheço, em parte, meu criticismo. Entretanto, não é fácil da vida dos criticistas que abordam o Grêmio. A chance de quebrar a cara é grande.
A questão é que os últimos anos do Grêmio tem se tornado um prato cheio para os criticistas tendo em vista as mudanças profundas ao final de cada ano. Enquanto o clube não tiver estabilidade que permita alterações pontuais e bem identificadas, as especulações negativas vão surgir. Nos últimos tempos temos feito um time por ano. Isso é muito arriscado e dá margem para prognósticos pessimistas. Ocorre que o Grêmio rompe a lógica e tem chegado nas maioria das competições que disputa. De positivo, acho que a cada ano temos diminuído o desmanche. Isso é essencial para que o trabalho no futebol atinja bons resultados.

Luiz Fernando disse...

Concordo contigo. A estabilidade é essecial, senão passaremos vários anos com pouca chance de comemorar algo.
Os criticistas adoram situações deste porte, pois fica bem mais fácil de meter pau.
Eu só quero deixar claro, que o texto não tem por objetivo evitar a crítica ou plantar uma idéia de conformismo. Pelo contrário. A crítica faz-se necesssária e o conformismo não pode ser aceito neste momento. O que quero pontuar é a forma de se fazer tal crítica. A imprensa, em sua maioria, exerce a crítica pela crítica, sem qualquer fundamentação e, o que é pior, sem deixar o outro lado argumentar. E faz isso com jogadores, treinadores, dirigentes e até com a torcida.
Eu não me furtarei de malhar o Alex Mineiro ou qualquer outro jogador que não honrar nossa camisa. Mas antes quero dar a chance do cara jogar. Apenas isso. Se depois de alguns jogos, verificar-se que o cara não presta, aí caiam de pau na figura.

Kbecinha disse...

A minha critica nao e' apeas por contratar jogadores desconhecidos, mas por contratar jogadores desconhecidos a culhao. Eu acho que nao se pode formar um time vencedor com jogadores que afundaram times p/ a segunda divisao, caso do Ruy(m) e do Fabio Ferreira. Ou jogadores que ja' tiveram chances em times medios e nao mostraram servico, caso do Rafael Marques. Pode-se formar um time com jogadores desconhecidos, quando existe uma analise criteriosa dos dirigentes e da comissao tecnica, o que nao e' caso dessas contratacoes do Gremio. Nao vejo planejamento, nem criterio nas contratacoes. Por que nao conseguimos contratar um lateral-esquerdo como o Leandro (ex-Palmeiras) e o Flu pode? Temos que nos contentar com Fabio Santos. Nao contratamos Diguinho (que nao e' um grande jogador) e vamos ter que assistir Diogo do Figueirense? Nao e' meter o pau ou cornetear, apenas gostaria de uma explicacao. Vejam os nossos concorrentes da Libertadores e comparem as nossas contratacoes. Vale lembrar que perdemos o Brasileiro pela falta de qualidade no ataque, que seria deveria ter sido resolvida na janela do meio do ano, a tal cereja do bolo. O que apresentaram p/ nos? O Morales sem nocao, que algum dirigente asssitiu no DVD. Enfim, essa historia da imortalidade e que basta contratar qualquer pereba que a camisa joga sozinha ja' me cansou. Eu quero ganhar alguma coisa.

Luiz Fernando disse...

bom, quanto ao Ruy e aos outros jogadores, a crítica não é feita de forma "criticista". Já se sabe que os caras são fracos (nunca jogaram nada em lugar nenhum). E este tipo de contratação tem que criticar mesmo, ainda mais quando tem gente boa e na mesma faixa de custo para contratar (e trouxeste exemplos bem razoáveis)
O que me indigna é criticar o novo atacante sem deixar ele jogar. Eu sei que ele não é craque e não cozinha na primeira fervura. Mas vamos dar uma chance. Ele teve boas passagens em outros clubes e, bem ou mal, foi o artilheiro do Palmeiras neste ano. Não é o nome ideal para a nossa grandeza, mas um nome bem razoável para a nossa atual situação. Ou alguém da imprensa sugeriu um nome melhor na mesma faixa de preço? Se o cara não vingar, ajudo a vaiar, sem problemas.
Eu concordo plenamente com a questão da necessidade de critérios nas contratações, valorizando-se a qualidade e deixando a imortalidade em um segundo plano. Eu já disse neste blog que sem qualidade não venceremos nada. A imortalidade, por si só, não nos trará conquistas.
Vendo o programa "jogos para sempre" da SPORT TV, percebi que a equipe de 1996 tinha boa qualidade (diferentemente do que os criticistas falavam na época). Tínhamos passes, trinagulações e jogadores de boa qualidade, a exceção do Zé Alcino.
Por fim, tem adversários da Libertadores contratando muito bem...mas tem outros, como o Cruzeiro, estão levando Soares e o Wellington Paulista.
Ah...e o Amarante pode deixar de ser egocêntrico, pois a crítica não foi direcionada ao filósofo, senão à boa parte da impresa gaúcha, em especial aquela que é nitidamente vermehla, pois dirigida por um dos irmãos Záchia.

Kbecinha disse...

Concordo contigo, Fe. Quanto ao Alex Mineiro, sem duvida e' uma grande contratacao no papel. Os mesmos caras que criticam a sua contratacao, estavam reclamando do Wellington Paulista, do Felipe do Nautica, enfim reclamando por reclamar e sem mostrar outras opcoes viaveis, como nos tentamos aqui no blog. Apesar de muitos de vcs nao gostarem, vou aplaudir a volta do Herrera, se for concretizado. Senao der certo, pelo menos a direcao esta' dando demonstracoes de que quer montar um time p/ ganhar a Libertadores.

Quanto a imprensa gaucha, lembro que o Nando Gross fez piadinhas quando o Gremio contratou o Luis Mario. Ficava dizendo "Que Mario?" e o cara buscou um jogo perdido. Ja' larguei de mao essa imprensa roja.

amarante disse...

Pra falar a verdade, acho que o Roth e o Krieguer foram criticados menos do que deveriam. O roth pela sua incongruencia com o sucesso. Não poderia ter perdido o campeonato. Sei que foi ele que levou o Gremio a liderança, mas depois da vantagem adquirida em hipotese alguma poderiamos ter deixado escapar o titulo. O Krieguer, na minha opinião, foi preservado pela imprensa. Sua contratações foram catastróficas: Orteman tem um contrato de dois anos com o Gremio. Seu futebol foi pro espaço e pelo, que se sabe, não tem nenhum profissionalismo (dizem que ta na noite direto). MOrales me causou saudades do Afonsão. Marcel foi repatriado. Além disso, Krieguer não compensou a inabilidade de Roth em motivar um vestiário.
Quero registrar minhas sugestões para contratação: Marlos, atacante do coritiba e Manso, meia argentino que joga na LDU. Além disso tem que repor com qualidade a vaga deixada por rafael carioca.

Kbecinha disse...

Esse Manso joga pra caralho. O problema e' que os dirigentes do Gremio nao acompanham o futebol sulamericano, onde podes encontrar jogadores tarimbados p/ a Libertadores, de qualidade e a um preco razoavel. Quando eles contratam, e' atraves do DVD, caso do Morales, Ortemann e Hidalgo. Convenhamos, por DVD o Amarante e' o melhor atacante do mundo, nas bolas aereas e rasteiras.

FELIZ ANO NOVO GURIZADA E QUE A AMERICA SEJA LIBERTADA !!!!!

amarante disse...

Concordo contigo Kbecinha. Se o critério é dvd fecho por 50 mil mensais. Faltou mencionar que me destaco tambem nas cobranças de faltas.

Anônimo disse...

Pessoal, só divulgando:

Na Câmara Municipal de Porto Alegre, ontem, o PT votou A FAVOR do Projeto do Beira-Rio, mesmo com algumas ilegalidades claras (cessão de áreas públicas para exploração privada, criação de 'cluster' com índices diferenciados na área dos Eucaliptos, etc.).

Pois bem. Na mesma sessão, o PT votou CONTRA o Projeto Arena, pretextando motivos ridículos.

Difícil de engolir essa disparidade.

GREMISTA NÃO VOTA NO PT.

adriano disse...

Vale averiguar a informação e discutir aqui no blog.