sábado, 28 de agosto de 2010

Força tricolor!


Teremos uma parada torta pela frente. O Patético Paranaense, em casa, gosta de complicar a nossa vida. Ainda que não seja um time com grande tradição ou com conquistas que mereçam consideração, criaram uma certa rivalidade e grande hostilidade com relação ao Grêmio.
Temos que ganhar o jogo na meio-estádio dos paranaenses, na boa ou na ruim. Conseguiremos? É preciso esperar o domingo e deixar a bola rolar. Acredito que ainda há uma chance de o Grêmio acordar do sonambulismo em que se arrasta.
Avante Tricolor!!!

7 comentários:

Luiz Fernando disse...

Tomara q acordemos, Éder! Tomara!

Mas tem uma frase tua q diz tudo sobre o atual momento: "criam uma certa rivalidade". Rivalidade com o ATlético/RS? Só se for na disputa de cidade com o clima mais chato do BRasil!

Estamos em má fase, é verdade. Mas não podemos aceitar que criem uma rivalidade entre o Grêmio e o Atlético/PR.

Cliquei sobre a palavra rivalidade e fiquei pasmo! Não com o conteúdo da coluna, mas com os comentários da nossa torcida sobre o texto!

A história dos dois clubes nos autoriza a desconsiderar as aberrações ali escritas, sob pena de copiarmos o o outro time da cidade, que, por um determinado período, aceitou a criação da rivalidade entre eles e o Juventude.

Sou do tempo em que nossa rivalidade era com o Flamengo, Palmeiras e outros grandes nacionais e internacionais.
Repito: não podemos aceitar rivalidade com o Atlético, com todo o respeito q a parte boa da sua torcida - isso exclui este bloqgueiro despreparado - merece.
Abraço

Éder Silveira disse...

Caro LF. Concordo contigo. Acho engraçada a tentativa dos torcedores do Patético Paranaense de se cacifarem no cenário do futebol fazendo parecer que há uma disputa entre times de grandeza tão diferente. Como deves ter percebido, o tom da postagem é esse. Deixo claro que, mesmo sendo ruim a fase, precisamos da vitória. Vamos à luta!

Luiz Fernando disse...

PRezado Éder!

Só quero deixar claro, que jamais achei que tu aceitaria a criação desta rivalidade, pois já te conheço o suficiente para saber que conheces a grandeza do nosso clube.
Meu comentário foi apenas um gancho ao teu post, para dar minha opinião sobre essa falsa rivalidade, que ganha força entre alguns torcedores com quem ocnverso no Olímpico.
abraço

Gabriel disse...

O que acharam do jogo? Eu achei o segundo tempo muito bom... o Rochemback me surpreendeu positivamente... falhou no gol, mas no segunto tempo ganhou todas as bolas. O Gabriel esse, lateral, é bem melhor que o Edilson (que se acha craque mas é um varzeano, um balaqueiro maldito).
Agora esse zagueiro ai, Vilson, nossa, é uma tristeza. Muito afoito!
O Renato ta conseguindo passar calma no vestiário.
Por fim, o Souza tá foda... não jogou uma partida bem depois da Copa.
Vamo tricolor!

Gerson Bellinari disse...

Concordo com o que falou o Gabriel. O jogo de ontem, ainda que não tenha sido estimulante, foi ao menos alentador. Acho que o time está um pouco mais leve, sem aquela afobação que andava se vendo. Mas temos que ter uma sequência de resultados positivos pra afastar essa zica!
Vocês têm que começar a divulgar esse blog, falar com o algumas das chapas do conselho e pedir pra colocar o apoio do blog nos panfletos, etc...
saudações tricolores

Éder Silveira disse...

Caros Gabriel e Gerson. Obrigado pela leitura! Concordo com vocês, acho que o clima já é melhor, dentro e, pelo que se sabe, fora de campo. O problema é elenco. Na zaga, se reunirmos todos os zagueiros que temos, não dá para fazer um. Vi pouco (2 partidas), mas o Vilson não me disse muito. Do Gilson, acho que em 45 min vi tudo e espero não voltar a ver com a camisa tricolor. Gabriel, mesmo sem ritmo e entrosamento, me parece bem melhor do que o Edílson. Coragem e vamos lotar o Olímpico e ir para cima do Guarani. Sobre a divulgação, vamos trablhar mais nisso, em parceria com os outros blogs. Enquanto isso, se puderem, repassem aos seus amigos.
Abraço!

Eduardo disse...

Daí caros companheiros tricolores.
Não tinha comentado desde que o blog voltou à ativa.
Primeiramente, concordo com os comentários que vislubraram uma evolução no grêmio neste último jogo. O primeiro passo para deixarmos de ser aquele amontoado modorrento já foi dado, agora tem que esperar acabar a gasolina pra bola parar de queimar. Espero, realmente, que o Mário volte logo, ou então que o Virso tenha futebol e não só cabelo/cara/altura de zagueiro, e que o filho do Gil na volância esteja tão fora de posição quanto eu assistindo um jogo deles no Beira-Bosta. Fora isso é tempo e calma, ainda que soe clichê...
Acho que, ao contrário do que a imprensa marrom-fecal alarda, nossa situação não é tão irreversível no sentido de emparelhar a disputa pela supremacia estatal. O que precisa ser mudado é a apatia da direção e da torcida gremista. Só bater panela e propôr uma "terceira via" não é garantia de maturidade democrática e se parece muito mais a eleição de grêmio estudantil, caso não venha abalizada em boas propostas e profissionalismo de gestão. O fato é que o tricolor se apequenou na última década. Não me venham com essa conversinha de batalhas dos aflitos,ou então que chegamos a uma final de Libertadores logo após termos caído, isso o São Caetano já chegou contando com Ademar Marretada no ataque. Nos Apequenamos quando os sucesso deles nos trouxe uma sensação de "não-vai-dar-certo", quando nos resignamos com medalhões omissos ao invés de apostar em jovens de brio e sangue novo(isso vale até mais para os dirigentes do que para os jogadores, inclusive). Após essa breve irresignação proponho, corroborando com os comentários acima, que esse blog participe mais ativamente dessa eleição do CD, trazendo informações, propostas, se posicionando e até mesmo integrando uma das chapas para o conselho.
Forte abraço a todos e parabéns ao Éder pela assiduidade!