segunda-feira, 2 de junho de 2008

Pede pra sair

Sábado ficaram visíveis a falta de qualidade do plantel do Grêmio e principalmente a incapacidade do Roth de mudar o esquema para se adaptar a uma situação diferente. Parece que ele não consegue ver o jogo de dentro do campo, ou não tem capacidade de tomar uma decisão na hora, no calor do jogo.

O Grêmio dominou o jogo no primeiro tempo, ficou com a bola no meio e matava sempre os ataques com uma boa cobertura do Pereirão e conseguiu fazer um bol numa das boas jogadas do Roger.
Parecia que ia ser outra vitória fora de casa. Mas no intervalo o técnico Krust do Vasco fez o que um técnico deve fazer, viu que o seu esquema não estava bem e mudou. Colocou três atacantes e o esquema de três zagueiros com uma sobra começou a vazar e ao invés de mudar o posicionamento, o técnico novamente empilhou volantes e pagou o preço da covardia.

Sei que vários jogadores são limitados, mas se o time (o técnico) tivesse tido um pouco mais de ousadia, de coragem, teria saido com os três pontos, porque o time do Vasco é muito ruim. Mas essa será a realidade do Grêmio esse ano, ao menos até que a direção se convença que o Roth não pode nunca treinar um time do tamanho do Grêmio.

4 comentários:

Luiz Fernando disse...

É isso mesmo Jabba!
Contra o Flamengo ela já tinha demonstrado sua total incapacidade de
realizar substituições.
Todos sabem que o grupo é limitado.O problema é q o Roth consegue agravar essa limitação, com substituições desprovidas de qualquer fundamento técnico ou tático.
Mas, siceramente, eu já cansei de brigar contra o Roth...percebi q o problema é mais em baixo, ou melhor, mais em cima: na direção! Eu repito: sou grato ao Odone pela coragem de assumir o Grêmio naquela situação de 2005, mas penso q, atualmente, falta um política/filosofia de futebol clara e compatível com a grandeza do tricolor. Sei que falta dinheiro, etc, etc,etc...mas acho q um pouco de criatividade e uma idéia clara sobre futebol poderiam ajudar e muito.
abraço

Madame Jabba disse...

Roth para treinador do time do aterro!!

Kbecinha disse...

Tudo bem, o Odone assumiu uma barca furada e colocou o Grêmio na final da Libertadores. Mas e agora? Vai ficar se vangloriando do que fez no passado? Caímos na mediocridade. Campanha somente razoável no Brasileiro de 2007 e campanhas patéticas no Gauchão e Copa do Brasil desse ano. Não podemos cair nessa de novo, pois já sabemos onde podemos parar.

Eduardo disse...

Não acho que com o banco que Roth selecionou ( e esse foi o erro crucial dele) ele poderia fazer substituições mais eficientes do que aquelas que fez. O vasco soube fazer uma leitura do 1º tempo e modificar o esquema, de tal ponto que jogou o grêmio pra trás. Havia necessidade de auxiliar a marcação e de acordo com o banco que tinha, teria que por um volante. Mas dar a esse "volante" mékelele a tarefa do Roger é incocebível. O que me parece, sinceramente, é que falta uma voz de comando no grêmio. Alguém que tenha peito de dizer: O grêmio está apostando neste jogador e ele tem que ter mais oportunidade.Pois, por mais que eu procure nos alfarrábios virtuais, não encontro resposta para saber qual é a contribuição que o Jonas deu, que mereça tantas chances, enquanto negam qualquer possibilidade de continuidade ao Julio do Santos. Vai ver não tem resposta, ou elas estão pulando a cerca, como fazem as boas ovelhinhas...