segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Carta ao Senhor Roth

Na época em que a política era algo engraçado, em que os caudilhos travavam espetaculares duelos verbais e onde as entrevistas dos governantes nada tinham de politicamente correto, existia uma prática denominada de oposição sistemática. Esta referida prática consubstanciava-se no livre exercício da crítica pela crítica, tendo a oposição a função de "cornetear" toda e qualquer ação praticada pelos governistas. Pode-se dizer que era uma prática irritante, quiçá até primitiva, mas sem dúvida era muito mais divertido (principalmente quando se estava na posição de bodoque e não na da janela).

Mas hoje, neste enfadonho mundo "fair play", trocou-se o ditado do "hay gobierno soy contra" pela denominada oposição responsável, onde os adversários se limitam a exarar suaves discordâncias, que nem de longe lembram os grandes embates de épocas remotas.

Neste prisma, não me furtarei a um dos precípuos objetivos deste blog: combater o "fair play".

Por isso, Sr. Celso Roth, sigo com minha oposição sistemática ao seu trabalho!! O senhor pode argumentar que está em primeiro lugar no campeonato, que o aproveitamento da equipe foi o melhor da história do campenato brasileiro de pontos corridos (detesto essa fórmula!), que temos a defesa menos vazada e o melhor ataque do certame. O senhor pode dizer que eu nunca assisti a um Grêmio tão bem postado fora de casa, vencendo os adversários longe do Monumental e não tomando conhecimento das "tocas" e das adversidades que lhe são impostas. Nada disso me contentará. Nada disso calará minha vaia contra este seu esquema retranqueiro, contra este seu jeito turrão e contra as péssimas modificações que realizas durante as partidas. Não pense que teu sistema defensivo é uma maravilha, pois a nossa única virtude lá atrás é o grande Victor, que possivelmente seria reserva não fosse o apoio da torcida.

E não adianta me dizer que futebol é seqüência e repetição, nem qualquer outra frase pronta, destas que o senhor costuma recitar após os jogos, em um tom de erudição digno da maior autoridade no assunto. Não adianta senhor Celso, sem a sua presença estaríamos bem melhor. Possivelmente não seríamos apenas a defesa menos vazada do campenato, mas a menos vazada de todas a historia do campenato nacional. Possivelmente, se não fosse o senhor, estaríamos a uns 10 pontos de diferença do segundo colocado. Enfim, sem sua prepotência, estaríamos bem mais felizes!

Esta é minha crítica! Espero que o senhor tenha a hombridade de aceitá-la e digeri-la, pois domingo novamente terei que suportar suas aparições na beira do gramado.

Mas venha cá um pouco. Mais no canto da sala, longe dos holofotes e dos microfones. Isto, aqui mesmo. Tem alguém olhando? Não? Ufa!!! Só quero agradecer por este primeiro turno fantástico. Muito obrigado! Apesar de tudo, montaste uma equipe muito competitiva! Não me leve a mal, mas como bom gaudério tenho que manter a aparência de durão e inflexível! Só mais uma coisa: não inventa de voltar a si, perder a concentração e marcar passo nesta segunda etapa! Ah, e avisa a direção que ainda precisamos de um atacante diferenciado. Aceita este abraço deste gremista mais feliz que mosca em rolha de xarope.



14 comentários:

Kbecinha disse...

Temos que estar atentos nesse 2 turno e não perder o foco. Estou preocupado com essa merda desse Grenal. Que hora mais inadequada para jogar com esses caras. Acho que deveriam botar o infantil p/ jogar. Esse título não vale nada, a não ser que o time esteja 13 pontos atrás do líder do Campeonato.

Quanto à matéria, temos que cornetear o Celso Roth o final do campeonato p/ não deixar ele sair desse estado de transe. Se formos campeões, não deixa ele nem tocar na taça, pois é capaz de quebrá-la durante a volta olímpica.

amarante disse...

Esse é o Dr. Luiz Fernando, as vezes demora pra escrever, mas quando escreve beira ao brilhantismo.
Concordo com tudo e assumo que sinto falta do caudilhismo na política. Pelo menos era mais fácil saber quem era quem.
E na linha da manutenção da pressão e da crítica quero dizer ao
Sr. Celso Roth que trabalhe com mais afinco pois Renato Portaluppi ta sem clube. Um erro pode ser a gota d'agua. Nossa paciência tem limites.

Jabba disse...

Também acho que não podemos afrouxar o garrote no Roth. A campanha é ótima, mas falta muito campo e se deixar ele solto a gente sabe o que acontece.
E a campanha pelo fim do Fair-Play tem que ser reforçada, porque isso ainda vai acabar com o futebol.

Luiz Fernando disse...

Fecho contigo kbecinha!

Este GRE-nal veio em péssima hora. Por isso, penso q o ideal é o time reserva (toalmente reserva). Jogando com os suplentes a derrota não nos abalará e a vitória afundará eles de vez.
Ah...e temos que ver o esqeuma dos trapos.
Apesar de ser dfícil, tenta guardar essa energia para o domingo, pois será um jogo chave na busca de uma vaga na Libertadores.
abraço

adriano disse...

Preciso fazer uma correção ao comentário do kbecinha: a diferença é de 15 pontos e não de 13. Aliás, por culpa do Roth que essa diferença não é de 20 pontos.

Kbecinha disse...

Desculpe o erro de cálculo, Professor Amarante. Deve ser resquício do trago de sábado.

Quanto ao trapo, sou parceiro de fazer um fundo gremista pró-trapo. Quem pagar tem direito a visitar a coleção de camisas do supracitado. Já tenho a sugestão de frase, NO FAIR PLAY (NO EN ESPAÑOL, NÃO É INGLÊS).

amarante disse...

Alerto os amigos que já há um trapo contra o fair play. Não será original. Também sou contra a frase em espanhol sugerida acima (nada pessoal). Pode ter tres interpretações: em ingles, em espanhol e, a pior de todas, em português. Pode ter um desavisado que pode achar que o trapo significa estar em (no) fair play.
No endereço abaixo está uma reportagem do clic rbs sobre o amistoso Gremio e Ypiranga em Erexim. Nessa pagina há um link de galerias de fotos do jogo. Entre elas uma contra o fair play.

http://www.clicrbs.com.br/clicesportes/jsp/default.jsp?tab=00003&newsID=a1847499.htm&subTab=00065&uf=1&local=1&l=&template=&section=noticias

Valtinho Gremista disse...

Se o trapo s� foi visto em Erexim at� hoje, ele � in�dito no mundo inteiro, pois Erexim � cidade de fil�sofo e n�o de futebol, ou melhor, ela nasceu para o futebol no �ltimo final de semana. Parab�ns para o retorno do Ypiranga....
Fa�am o trapo que eu levarei para o Ipating�o...
SDS Tricolores

Jabba disse...

Sou a favor do trapo, mas concordo com o Amarante que a frase fica estranha com o "no". Se é para fazer algo contra o essa merda de fair play, sou mais colocar "Fair Play de cu é rola", que não deixa nenhuma dúvida a respeito do seu sentido.

Kbecinha disse...

Tá bom gurizada. Tendo em vista a ignorância dos cronistas esportivos que não sabem que a torcida gremista solo habla español e que a frase sugerida pelo Jabba é por demais agressiva e vai afastar as mulheres, crianças e idosos do estádio, o que a meu ver não seria má idéia. Podemos colocar NÃO AO FAIR PLAY. Se não estiverem satisfeitos, sugiram a PORRA DA FRASE E VAMOS FAZER ESSE TRAPO DUMAVEZ.

Jésura disse...

Como torcedora do Grêmio e professora de português nas horas vagas, achei a carta ao Roth fantástica! Parabéns ao espirituoso escritor. Queria permissão para discuti-la em sala de aula. Me divirto muito com o blog de vocês.

Luiz Fernando disse...

Jésura!

Obrigado pelo elogio e principalmente por leres o blog. A autorização está concedida, mas sob uma condição: que divulgues o blog para teus alunos gremistas, para que possamos aumentar
o debate acerca do nosso glorioso tricolor....hehehe.
Abraço,
Luiz Fernando

Anônimo disse...

Mas tchê, que coisa linda essa carta ao Celso Roth. Fê, esse é o sentimento de todos os gremistas!! E o negócio é manter o homem com a faca no pescoço!!!

Dá-lhe imortal!!!

Um forte abraço aos amigos

Gibinha

Sra. Jabba disse...

Fê, sou tua fã!! (com todo respeito)
Se hay Roth, soy contra!!