segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Delírios de um gremista que acredita.


É gurizada. Começou o returno e vencemos a primeira decisão. Golaço à la Marulanda do também colombiano Perea. Se o treinador não fosse o Roth, o centroavante o Marcel e os laterais Paulo Sérgio e Pico, diria que seríamos campeões com todo a certeza. Estou confuso e tenho que compartilhar minha angústia com vocês. Seguem minhas impressões:


- O time: está muito bem equilibrado (como diz o professor Celso). A pegada é impressionante. Que preparo físico! Tá com a cara do Grêmio. Em vários momentos havia 3 jogadores gremistas cercando o adversário. Nunca ouvi a voz do Rafael Carioca e do William Magrão, mas eles estão gastando a bola. O Léo jogou uma barbaridade no jogo-treino pela Sulamericana e ontem bateu o brim do Dagoberto (quem não faria?). Dobra o salário dele, mas não deixa ele sair agora. Até o tranqüilo Victor intimou o Borges e mandou lembranças para a mãe dele. Pereirão e Réver, que zagueiros, sem vergonha de ceifar a bola. Tcheco, o maestro. E o Souza? Te vira Roth, vai ter que achar um lugar para ele. Erros de arbitragem... a fase é boa.

- Contas: na minha opinião temos apenas mais 2 concorrentes ao título. Vamos considerar que temos que fazer os mesmos 41 pontos do primeiro turno, o que dá e sobra. São 4 vitórias (Náutico, Portuguesa, Ipatinga e mais um) e 2 empates, em 10 jogos fora de casa, além de vencer todas em casa. Se ao menos empatarmos com o Palmeiras e Cruzeiro, o aproveitamento pode até cair.

- Violência: continua a campanha da imprensa do centro do país, dizem que o Grêmio é o time mais faltoso do campeonato, mas o que recebeu menos cartões. Ontem, até o baita macho Rycharlison (que escreve Rycky na camisa... que meigo) falou da violência do Grêmio. Por favor, isso é falta de assunto, basta pegar os jornais antigos na gaveta e copiar. É como escrever matérias sobre o Bacalhau do Batata, o Círio de Nazaré ou as compras de Natal. Mas vou confessar, eu gosto de escutar que o Grêmio é violento. Isso é uma arte, tem que saber bater. Eles não aprenderam ainda. O leite vai azedar de novo.

Enfim, eu acredito, desconfiando, mas acredito.

5 comentários:

Luiz Fernando disse...

Grnade, kbecinha!

O teu sentimento é o sentimento das esmagadora maioria da torcida gremista: queremos acreditar, mas sempre com os dois pés atrás.
Antes cada jogo vem aquela pulga atrás da orelha: é hoje q a maionese desanda. Mas esta misteriosa equipe me desmente a cada rodada,felizmente.
Eu não sei se seremos campeões...acho bem difícil mantermos essa regularidade por mais 18 rodadas.
Em todo caso, estou quase certo de que, no ano do centenário dos vermelhos, o Rio Grande estará bem representado na Libertadores.
Quanto aos comentários do centro do país, esquece! Quem valoriza as pedaladas do Robinho ou as reboladas do Felipe (aquele do Vasco e do Flamengo) nunca vai entender o futebol competitivo, de marcação e objetividade.
Aliás, nõ é só no centro do país. Tem muita gente neste rincão q adora criticar o jeito copeiro do Grêmio, afirmando q isso não é futebol. Eu só não entendo como estas pessoas, q caem de pau no futebol competitivo e de marcação forte, apreciam o futebol do excelente Guinazu.
Mas tudo bem! A coerência é algo totalmente dissociado da paixão futebolística.
abraço

Jabba disse...

Depois da goleada de ontem nos bambis, eu começo a acreditar que podemos disputar o título, até porque não vejo nenhum grande time neste campeonato. Se ganharmos os jogos em casa e não perdermos fora para os adversários diretos Cruzeiro e Palmeiras acho que eles não terão força para buscar esta diferença. Mas vamos esperar esses dois jogos fora de casa para ver se o time mantém esse ritmo.

amarante disse...

Eu me preocupo com a perseguição que o a imprensa e a maldita CBF podem fazer ao Grêmio. Ontem no programa do asqueroso e antigremista Milton Neves teve uma reportagem só com supostos favorecimentos que o tricolor gaúcho teve da arbitragem. Quiseram dizer que a liderança é resultado dos erros de arbitragem e, dessa forma, buscam condicionar os juízes contra o Grêmio. E não é paranóia minha. Temos que estar preparados pra tudo, pois os adeptos do futebol gingado não ficam à vontade com o Grêmio na liderança. Não suporto essa gente. Acho que temos que fazer de tudo pra ganhar esse campeonato e depois solicitar filiação na federação uruguaia de futebol. Assim, participaremos de todas as libertadores, daremos de relho nos times do país do samba e nos livraremos da crítica e perseguição dos admiradores da CBF (confederação brasileira de focas).

Valtinho Gremista disse...

Como diria o filósofo: "Eu acredito, logo, sou GREMISTA !"
Não podemos duvidar nunca da mística da camisa tricolor... Continuo acreditando que o Grêmio me proporcionará a possibilidade de conhecer Ipatinga, vingarmos o futebol gaúcho por aquelas bandas e ndarmos a inédita e última volta olímpica de um campeão brasileiro no Estádio Ipatingão. E eu serei testemunha ocular desta história....
Saudações Tricolores

Kbecinha disse...

Vai ser em Salvador, Valtinho. Com recpção no CTG.