sábado, 25 de outubro de 2008

Estrela de um campeão.

O texto abaixo foi escrito por nossa assídua leitora JÉSURA CHAVES. Tendo em vista a morosidade dos colaboradores, a contribuição de Jésura vem com muito conteúdo e em muito em boa hora. Os leitores do blogremistas agradecem.


Bem, como “não é possível às mulheres entender todas as nuances que envolvem um jogo de futebol”, vou me deter num aspecto em que, sem dúvida, damos de goleada: a intuição.

Inacreditavelmente, o Grêmio vem conseguindo se manter na liderança apesar do Roth e das péssimas atuações da equipe. Isso só pode ter uma explicação: a estrela de um time sem precedentes no futebol brasileiro. Temos uma equipe limitada tecnicamente que perdeu no segundo turno do campeonato o seu forte, o espírito de equipe, comandada por um técnico perdido cuja falta de estrela contrasta enormemente à história do clube, razões suficientes para que a imprensa do “eixo do mal” contabilize os dias para a nossa derrocada. Contrariando todas as expectativas, o Grêmio vem teimosamente se mantendo no topo da tabela, sinal de que a estrela de um campeão se sobrepõe à falta de brilho de seu treinador...

Sabemos que é justamente quando está desacreditado que o tricolor renasce das cinzas (acho que fênix seria um símbolo mais representativo do que os três mosqueteiros). Assim aconteceu quando retornamos à primeira divisão e conseguimos uma vaga na Libertadores 2007, ano em que surpreendemos mais uma vez ao chegarmos à final com nosso co-irmão argentino; este ano, tivemos um primeiro turno sensacional depois da humilhação do Gauchão e da Copa do Brasil. Esta é a nossa história: superação o tempo todo (superamos até a incompetência de Celso Roth). E é isso que torna o Grêmio o time mais apaixonante e, ao mesmo tempo, mais odiado do Brasil.

O campeonato está a nossa cara, a sorte – imprescindível aos grandes campeões – está ao nosso lado, já que, como revelou o jogo contra o Sport, tivemos mais sorte que juízo. Ganhar campeonato com dez rodadas de antecedência é coisa pra times burocráticos como o São Paulo. Pra ser torcedor do Grêmio, é preciso antes de tudo ter um coração valente. E é este time que nos conduz do céu ao inferno – para nos conduzir novamente ao céu com um gostinho só conhecido pelos tricolores imortais - que vai sair campeão, diz a intuição feminina.

Em tempo: derrotas do Palmeiras e do Cruzeiro... a sorte está ao nosso lado mesmo!

6 comentários:

Kbecinha disse...

Obrigado pela contribuição Jésura. Tomara que a tua intuição feminina esteja certa e que possamos comemorar o tricampeonato no final do ano.

A secação deu certo e não perderemos a liderança na próxima rodada. Este campeonato está um perde-ganha desgraçado. A gente não aproveita as oportunidades para se distanciar, mas os adversários também estão vacilando e não nos ultrapassam.

Cada jogo está sendo um desespero, como escrevemos há 3 meses, toda partida em casa pensamos "é hoje que desanda a maionese". E o Grêmio inverte o dito futebolístico: "joga mal como nunca e ganhou como sempre".

Sinceramente, eu estou pessimista, mas o que me alenta é que está com a cara do Grêmio.

Valtinho Gremista disse...

É isso aí Jésura !!!
Na minha opinião o nosso maior adversário está mais perto do que se imagina... É o próprio Grêmio com as suas abundantes limitações, tanto na Comissão Técnica quanto no nosso elenco. Mas em se tratando de Grêmio tudo é possível... Em 1996, por exemplo, fomos campeões brasileiros sem centroavante...
Temos que acreditar. Por este motivo, estou indo a BH e também já comprei minhas passagens para Salvador.... E, além disso, espero que o Grêmio possa me proporcionar uma viagem à Memorável metrópole Mineira chamada Ipatinga, onde levantaremos o Caneco...
SDS Tricolores

amarante disse...

Obrigado Jésura! Texto muito apropriado para o momento que vivemos.
Pessimista que sou, não consigo ver o título nas nossas mãos, embora tenha esperança que isso aconteça. A grande notícia é que saíremos da próxima rodada ainda líderes, pelo menos nos critérios. O jogo contra o cruzeiro é mais do que importante. Toda vez que precisamos sair e vencer (fluminense, nautico, portuguesa) fracassamos. Por isso acho que temos que ir pra Belo Horizonte em busca do empate. Devemos armar uma retranca capaz de revoltar toda a crítica futebolistica brasileira. Anti-jogo total. Armaria o Gremio no 3-6-1. Léo, pereira e Rever na zaga; Nas alas Paulo Sérgio e Thiego; no meio Rafael Carioca, William magrao, Tcheco e Douglas. Reinaldo na frente. O empate é ouro nesse jogo. Antes que me critiquem, aviso que não sou o unico a defender a entrada de Paulo Sérgio nesse jogo. O bonatto do globo.com, tão elogiado neste blog, também acredita na maior capacidade defensiva desse jogador, o que seria importante no jogo do mineirão.

Kbecinha disse...

Tchê Amarante, fecho contigo na entrada do Paulo Sérgio. Só faria duas alterações na tua escalação. Botaria o Amaral no lugar do Douglas Costa e o Jean no do Reinaldo. Que espetáculo, hein ! Retranca ao estilo Ipiranga de Erechim. Invadiríamos a Goethe para comemorar o 0x0.
VAMOS COM RETRANCA ROTH !!!

Luiz Fernando disse...

Jésura!

Obrigado pela tua contribuição e, pirncipalmente, pelo teu otimismo.
Eu sempre acho q não vai dar, mas os adversários vêm tentando me desmentir.
TOrço para que tua inteção feminina esteja correta e q, no final do ano, possamos comemorar este título.

Maurício disse...

Eu cansei, sinto muito. Sempre fui gremista fanático, quando eu tive possibilidade me associei, mesmo morando no interior e sendo difícil ir aos jogos. Sempre fiz o possível para ir aos jogos que davam para ir. Mas tudo tem limite. O Grêmio ainda pode ser campeão, sim, mas tem que se ter um pouco de respeito pelo clube e pela torcida.NÃO PODE TOMAR 4 NO GREnal, NÃO PODE TOMAR 3 DO cruzeiro, num jogo final como este. O Grêmio está sim acostumado a jogar na adversidade e ser sempre zebra, empatar no fim, ganhar no fim, mas não a tomar goleadas ridículas como estas.O Grêmio não está fazendo por si ser campeão, espero que não perca também a vaga da libertadores, o resto é lucro. Eu espero mais do Grêmio, infelizmente, ele não me oferece mais.é isto aí, vamos ver no que vai dar.
Maurício